segunda-feira, 29 de maio de 2017

Já cheira mal...

Cheira, cheira. Cheira que eu bem o sinto na pele. Do nariz.
É que eu cheiro tudo. Tudo, muito e sempre. Há dias em que me é díficil lidar com o cheiro das pessoas, dos sítios, das coisas, do Mundo em geral. Qualquer dia deixo-me de pruridos e começo a andar de mola no nariz. Já faltou mais. É que se houve coisa que as minhas duas gravidezes me trouxeram, além de dois filhos... lindos de morrer (pronto vá, ponhamos as coisas assim) e estrias, foi um olfacto apuradíssimo. Que foi ficando e ficando, que ao início tinha a sua graça, mas que agora pagava bom dinheiro para me ver livre dele.

Às vezes ponho-me a pensar que de todos os sentidos que se me podiam ter aprimorado, o olfacto teria sido a minha última opção. Quer dizer... O olfacto ou o paladar, tenho dúvidas... Ter hiper-paladar também não deve ser nada fixe.

Se na primeira gravidez fiquei com um olfacto que, sim senhora, me deixava perceber se um café tinha ou não açúcar ou se o bacalhau com natas tinha ou não pimenta; na segunda a coisa aprimorou de tal maneira que agora cheiro tudo a quilómetros e passados anos. Bom, se calhar estou a exagerar um bocadinho, mas tenho de facto um olfacto (que giro!) que me permite, por exemplo, saber quem foi o último vizinho a andar no elevador, se a fruta está madura ou se as pessoas estão a reutilizar roupa.
Por falar nisso... Pessoas, lavai a roupa. A sério. O cheiro a Dove do vosso duche matinal misturado com o cheiro a transpiração da camisa do dia anterior põe-me com náuseas logo de manhã. Neste particular, e já que falo nisto, tenho a tese que as mulheres reutilizam mais vezes a roupa (pelos menos as partes de cima) que os homens.
Já há muito que deixei de equipar o meu filho no balneário porque ao fim da tarde os putos cheiram particularmente mal. Além disso, as pequenas criaturas nunca devem tirar as sapatilhas de dentro da mochila, que lá ficam a fermentar a semana toda... E eu cheiro aquilo com as mochilas fechadas... Então quando se calçam mesmo ali ao pé de mim... Jasus! Até me dão tonturas.
Não. Não dá.



E pessoas... Não deis puns ao pé de terceiros. De mim, em particular. É chato. Põe-me muito mal disposta.
Por favor.
Obrigada.

Por-favor!


24 comentários:

  1. Como te percebo.... :(
    Essa cena de não lavar segue a parte de cima da roupa causa-me uma espécie! E os puns silenciosos mas mega mal cheirosos! :|
    É isso é o ouvir a milhas e ouvir as pessoas a comer. Credo!
    Eu tento fugir tantas mas tantas vezes!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha lá, e então os cromos?! Ja resolveste? Ahahahahahahahahahah

      Excluir
    2. já sim, meu amor!:)
      miúda feliz da vida

      Excluir
    3. Ao que chegámos... :D

      Excluir
  2. E isso tudo numa sala de aula!!! Um horrorrrrrrrrr......um dia deste estava a ver que tinha de chamar a assistente operacional porque estava a sentir-me mal :(
    As salas de aula daquela turma têm de ter sempre as janelas abertas....o colegas sabem sempre quem lá esteve antes...de fugir!
    E pensar que não me pagam para isto.

    Beijinho de solidariedade.
    ANM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ui... Eu já fui professora do ensino básico e secundário mas na altura não sofria deste mal... Nunca tinha pensado nisso... Hoje em dia, não sei como faria... Pronto. Ia ser a prof da mola, está visto. :D

      Excluir
  3. Olha não te aproximes do meu ruci filho. Mini Picante, riqueza de sua mãe, cheira mal que se farta, passo a vida a mandá-lo tomar banho e a pôr a roupa toda para lavar. Acho que lhe vou passar a comprar as t-shirts a triplicar, assim já não há desculpas. Os adolescentes são uns porcos, é o que te digo.
    (puns???? ahahahahahahahahahahahahahah)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São nada, transpiram é como cavalos :p

      Excluir
    2. Eh pá, não brinqueis comigo... Eu não posso ter filhos badalhocos... Cada vez que digo: "Bem, meninos vamos para o banho" e ouço um "Nãaaaooo" vejo logo a minha vida a andar para trás... "Andor! Já!"

      (Aquela palavra alternativa... Aquilo do p#%do é a palavra que mais me custa dizer. Acho que nunca disse, aliás. Mais depressa, ui tão mais, digo um palavrão daqueles cabedulos.)

      Excluir
  4. Eu também sou extremamente sensível a cheiros. Mas eu prefiro aguentar pelo nariz e imaginar as moléculas do cheiro a ficarem presas nos pêlos do nariz (que depois assoo), do que tapar o nariz e engolir as moléculas que sairam do rabo, dos pés, dos sovacos das pessoas.
    Ele há quem venha ao mundo para o viver de maneiras muito especiais, não há? Pois, sei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahahahahhahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahah

      Excluir
    2. Vendo as coisas por esse prisma... :DDDDDDDDDDDD

      Excluir
  5. Olha, olha!
    Afinal há mais pessoas como eu! O homem lá de casa diz que eu tenho um nariz (olfacto) que sente coisas que mais ninguém sente. É verdade. E "sofro" um bom bocado em certos lugares com certas pessoas. Depois sou um bocado nojentinha e fico perto do vómito tantas vezes.

    Tou contigo.

    Isa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai-se a ver e somos muitos. Havíamos de pensar em formar um clube, ou assim. As pessoas tinham de prestar provas de cheiro para ser admitidas... Hum?! Que dizeis?!

      Excluir
  6. Nê, vê o lado positivo, sempre podes dedicar-te a ser um "nariz", olha que quanto mais apurado for mais apreciados são na Chanel, Dior e etc, desta vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. -"E então, Jr?! Qual é a profissão da tua mãe?"

      -" É nariz! E cheira muito bem." :DDD

      Excluir
    2. - e pq tem os olhos tão grandes?
      - é para ver melhor...
      - e pq tem uns ouvidos tão grandes? (devem ser orelhas, não?

      Excluir
    3. Se fosse por aí... Eu e este meu nico de nariz... Não havia de cheirar nada bem... :DD

      Excluir
  7. Estás naquela fase de ao sentires pum alheio, consegues perceber o que a pessoa almoçou na véspera? Se sim, podes candidatar-te à brigada cinotecnica da gnr. Cuidado é para não acordares os vizinhos em noites de lua cheia...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É por essas e por outras que não posso engravidar outra vez...

      Excluir
    2. Não concordo com essa teoria.
      Sobrinhos são tão bem vindos!

      Excluir
    3. Já sabes que não é assim que funciona! :P

      Excluir
  8. Até consigo perceber se a comida está salgada pelo cheiro! Ou se um bolo está "demasiado" doce
    O meu pai, exímio caçador, diz que vai começar a deixar o cão em casa e que me leva com ele!

    ResponderExcluir