quarta-feira, 18 de março de 2015

Com o c@r@lh@... Era irem gozar com o c@r@lh@...


É com base neste tipo de estudos que o Estado é governado, não é?

Quero deixar desde já claro que não li o estudo, estudo esse que obviamente não pode dizer nada disto... (Obviamente, não é?) Mas, por outro lado, também ouvi o David Justino falar na rádio (pelo que na verdade não deve andar muito longe) e a sensibilidade para os números e sentido crítico que se espera do Zé Povinho emociona-me sempre (não, mentira, deixa-me com os cabelos em pé e a disparar palavrões para todo o lado).

Continhas rápidas e conservadoras para não me acusardes de má vontade... 45 anos de vida activa de um licenciado e 14 meses de salário.

1 700 000 € / 45 anos / 14 meses =  2 698.4€/ mês

Espalhando isto por mais 4 anos de vida activa (assumindo que as pessoas que só têm estudos até ao 9º ano trabalham dos 16 aos 65), para ser comparável mês-a-mês, diz que um licenciado ganha, em média, mais 2 478.1€ por mês que uma pessoa com o 9º ano. 

Vamos assumir mais 10 anos de vida activa das pessoas que só fizeram o 9º ano? Vida activa de 55 anos (dos 16 aos 71)?.... Diferença salarial média de 2 207.8€ / mês.

Mais 20 (se é para o ridículo já sabeis que podeis contar comigo)? Vida activa de 65 anos (dos 16 aos 81)?... Diferença salarial média de 1 868.1€ / mês.

Ahã! Perfeitamente razoável.

1.7 M€ é muito €€... Muito euro!... E que me desculpem mas isto não faz sentido nenhum.

"Ah e tal mas nesses licenciados estão incluídos os gestores de topo que ui jasus ganham balúrdios e fazem subir a média por aí acima..."

No Pordata...

Ganho médio mensal dos trabalhadores por conta de outrem: total e por nível de qualificação - Portugal  

Ou seja, os quadros superiores (isto é só referente a quadros superiores, qual "licenciado" genérico qual quê) ganharam em média em 2012:  2 420.3€.

"Ah está bem mas diz que eles no estudo consideraram um aumento de 2% ao ano..."

Pah... Pois foi... O que eu não quero acreditar é que as continhas do tal estudo com a chancela de gente tão séria e dotada foram tão básicas quanto isto:

Consideraram cada licenciado a ganhar os tais 2 420.3€ (True story!) 

e cada trabalhador com 3º ciclo foi considerado como a ganhar 651.7€ (True story!, ver link do Pordata acima em "praticantes e aprendizes")... 

Agora, o tal aumento de 2% ao ano durante 45 anos:

* Diferença salarial no primeiro ano: 14*(2 420.3€ - 651.7€) = 24 766 €

*  No segundo: 14*(2 420.3€-651.7€)*1.02 = 25 261.32€

(...)

* No último: 14*(2 420.3€-651.7€)*(1.02^44) = 59 192.06€ 

Somando tudo...Tcharan!... 1 780 494.86€

Sim senhora.... Um estudo como deve ser... Espero que tenha saído baratinho... Em 10 minutos fiz o estudo (abrir Pordata, abrir Excel... ui... uma trabalheira). Noutros 10 minutos escrevi o relatório (este post!). 

Assim dá gosto. Sem provas matemáticas mas com substancial grau de certeza digo que teriam sido certamente os 20 minutos mais bem pagos da minha vida.

(Espero sinceramente que pelo menos tenham impresso "O" estudo num papel fofinho...)


(Este estudo era para justificar porque é que não se deve chumbar os meninos, não era? Oh pah... Com o c@r@lho... Ide gozar com o c@r@lho!... O meu filho de 4 anos arranjava argumentos mais honestos e razoáveis.)

37 comentários:

  1. Ontem ouvi, na rádio, um tipo dizer que o Presidente da República não ouvia os Portugueses, por ter arquivado uma petição (mais uma) de 19.000 imbecis que exigiam a demissão imediata do Passos Coelho. Pah. Não tenho paciência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A questão é que são estes estudos de merda, repito, de merda, que justificam e suportam decisões políticas absurdas.

      Excluir
    2. Têm havido decisões políticas sem serem absurdas?!
      É que se as há devem andar bem escondidas...
      ...nem convem o pessoal saber que há alguém que faz alguma coisa de jeito, senão lá se vai a reputação dos outros todos!

      :)

      Excluir
  2. Cara NM,
    Este seu relatório... tenho mesmo de o imprimir. O que eu já me ri com ele... e o que ainda vou rir. Garanto que lhe darei todos os créditos. Louvo-lhe a pachorra.
    Bom dia,
    Outro Ente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Outro Ente!

      Isto exaspera-me... Exaspera-me!... Fico furibunda! Esta malta acha que pode tudo, esta malta trata o povo como se de burros se tratassem... E o povo come a palha... Toda, todinha! Olhe, temos o que merecemos... Digo-o muito vezes... Temos-o-que-merecemos!

      (1,7 M € a mais? 1 700 000 €??? Mas esta gente terá noção do que é um milhão de euros?? Terá noção de quanto ganha um licenciado? 10 minutos, não demorei mais de dez minutos a fazer o estudo...)

      OOOoooooMMM Inpira-expira-inspira-expira...

      Um beijinho,

      E espalhe a palavra sim... Leve à vontade e espalhe... :)

      Excluir
  3. Pipocante Irrelevante Delirante18 de março de 2015 12:43

    Licenciado em quê, antes de mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ora PID, licenciado só. Um licenciado é um licenciado. Não se vai pôr agora com minudências, pois não?

      Excluir
    2. Fiquei a pensar nisto... Um estudo tão rigoroso e sério... Vir agora a desconversar com pormenores... Enfim PID, assim não vamos lá... ;D

      Excluir
    3. O comentário da PID fez-me pensar se seriam licenciados antes ou depois de Bolonha, sendo que os d. B. ganham um ou mais anos de vida activa... mas depois fez-se luz! São licenciados à Relvas, que com mil equivalências despacham o curso num ápice e ganham.... milionários anos de serviço!

      Excluir
    4. Licenciaturas ao Domingo esticados nas Relvas desta vida... Vergonhoso, Calíope, ver-go-nho-so.

      Excluir
    5. Pipocante Irrelevante Delirante19 de março de 2015 01:01

      O PID...

      Se voceses em vez de serem piegas saissem da zona de conforto...


      ... E se fossem filiar num Partido, se calhar chegavam aos tais valores.

      Excluir
    6. Oh PID, a questão é que eu tenho uma tendinite muito chata no braço esquerdo, pelo que não posso correr o risco de lesionar o direito com o acenar de bandeiras. Por outro lado, também não se me dá muito para o beija-mão, pelo que olhe.. Não sei se me adiantaria muito...

      Excluir
  4. Sim, os licenciados ganham balúrdios em Portugal. Eu, jornalista, com mais de 15 anos de experiência, ganho para cima de 570 euros por mês.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. >570€... Credo. Que exagero.... Isso é que deve ser viver à grande e à francesa. (Enfim...)

      Excluir
  5. Nê, criaste um monstro! Neste momento há milhares de portugueses, uns licenciados, outros com o 9.º ano a criar petições on-line para reclamarem o pagamento dos rendimentos que esse estudo aponta.

    (mesmo tendo em conta a inflação, também estou a ver a galinha um bocado gorda, eu diria obesa, mesmo)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois. Não considerei a inflação, mas nem tampouco a deflação. E os 2%/ano? Viste-os? :DD A sério... Faz as contas a quanto tempo precisas para ganhar um milhão de euros... Não tem ponto por onde se pegue. É insultuoso apresentar-se isto. Licenciados aos 20 a ganhar 2 400€?... Oh pah....

      Excluir
  6. E depois há umas pessoas que fazem umas coisas com a sua inteligência, também lógico-matemática, que ultrapassa (e muito aquilo) que eu faço com as letras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cada macaco no seu galho, cada um é para o que nasce e isso... ;)

      Excluir
  7. E eu vou já enviar o meu CV para o estado e exijo uma remuneração compatível com este estudo! Aliás quero uma remuneração melhor ainda, que eu cá tenho licenciatura e mestrado e isso deve contar para alguma coisa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que sim Margarida... Com mestrado és rica, por definição. Não tem nada que saber.

      Excluir
    2. Eu vou seguir o exemplo da Margarida.
      Licenciatura, mestrado, doutoramento e MBA, dará quanto em termos de renumeração, de acordo com esse estudo?
      Ass. Pessoa desempregada por ter "habilitações a mais e pior, a partir do mestrado estudou sempre e/ou trabalhou fora do país"

      Excluir
    3. Oh anónima... Eu vou-me abster de comentar o que escreveu... A sério... Sob pena de acharem que sofro do síndrome de La Tourette vou ficar caladinha. (Um abraço solidário.)

      Excluir
  8. eles queriam dizer licenciados banqueiros, licenciados políticos corruptos e outros licenciados assim do género. não estes licenciados que estudaram cinquenta vezes mais que os anteriores e ganham quinhentas vezes menos.
    fico entre este misto entre gargalhada e fúria que não é bom em mim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fico muito enervada com estas coisas... Muito mesmo... Palavrões... Dá-me vontade de gritar palavrões ao sete ventos... E a malta come e cala. E agora imagine... Imagine as lremissas dos estudos que suportam Otas e tgvs e aeroportos e autoestradas às moscas... (...) OOOooooMMMM....

      Excluir
    2. quando até a colocação dos professores caiu por causa de uma fórmula!!!!
      Eu tive conhecimento das "variáveis" para o estudo de viabilidade do novo aeroporto e além de serem de bradar aos céus, o estudo de viabilidade deu negativo, ou seja, não realizar. E ELES AVANÇA...
      é uma corja maldita. desculpe vir aqui ao seu tão agradável espaço desabafar da vida

      Excluir
    3. Fala daquela fórmula que ponderava equitativamente um critério variável entre 0 e 100 e outro entre 10 e mais infinito, não é? Também foi muito lisongeadora para todos essa novela, foi sim senhora...

      Eu quando era mais nova achava que, enfim, se estavam lá era porque o mereciam e que faziam o que faziam pelo menos a acharem que aquilo era o melhor para o país... Santa ingenuidade...

      (Tenho sempre as portas abertas para desabafos da vida Nuno, sempre! um beijinho.)

      Excluir
  9. Esses estudos são, geralmente, absurdos e completamente falaciosos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então este... Olha Me... Eu.nunca conseguiria fazer carreira na política. A vergonha na cara é uma cena que me assiste. O David Justino foi ministro da educação... Como é que ele consegue dar a cara por um "estudo" destes? Eu, que sou eu (com zero representatividade pública), mais depressa fazia cocó nas mãos que me prestava a esse papel.

      Excluir
    2. Tou ctg, tb n dava p política, até podia ter a capacidade em conhecimentos (dependo da area, claro está) mas parece q tenho uma "espinha" a mais...

      Excluir
  10. Este teu estudo é muita bom mesmo. Tão bom que me apetecia mesmo era partilhá-lo no facebook. Só não o vou fazer porque prontos, tu sabes... Mas que merecia tornar-se viral merecia.
    Oh pa, mas os miúdos de 4 anos são peritos em arranjar argumentos, não estavas à espera que os "especialistas" lhe chegassem aos calcanhares, pois não?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. (Obrigada por não partilhares. :DD)

      (Por acaso estou a pensar em dois meninos de quatro anos que, olha, pior figura não faziam...)

      Excluir
  11. Pipocante Irrelevante Delirante19 de março de 2015 01:06

    Tou um bocado abaixo desses 2400 mas também, não me licenciei como deve ser.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem eu... A minha quarta classe mal feita à luz do candeeiro a petróleo não mo permite...

      Excluir
  12. É que muitos nem isso ganham nesse tempo, quanto mais "ganharem a mais".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muitos? Todos! Quem é que começa a ganhar 2400€ aos 20 anos e depois segue por ali acima até aos 65 com um acréscimo de 2%/ano?... São doidos!

      Excluir
    2. Posso meter o bedelho na conversa? Posso?! Então cá vai: eu conheço muitos licenciados que, nem no topo de carreira, nem depois dos tais 40 anos de vida ativa ganham 2400€, pelo menos neste canto à beira mar plantado.
      Estás a ver o relato do/a anónimo/a ali de cima com excesso de habilitações?! Na mesma estou eu. Fui uma doidivanas por me matar a estudar e trabalhar ao mesmo tempo (porque não houve cá paizinhos a financiar a literacia da filha). Enfim...

      Excluir